segunda-feira, 11 de outubro de 2010


“Perdoe a falta de abrigo, é que agora eu moro no caminho.”

Marla de Queiroz

Nenhum comentário:

Postar um comentário