sexta-feira, 30 de julho de 2010

Bobeiras


O que fazer no avião quando o passageiro do lado é um chato?

1. Tirar o laptop da mala;
2. Abrir o laptop devagarinho e calmamente;
3. Ligar;
4. Assegurar-se de que o vizinho está olhando;
5. Ligar a Internet;
6. Fechar os olhos por breves momentos, abri-los de novo e dirigir o olhar para o céu;
7. Respirar profundamente e abrir este site:

http://www.myit-media.de/the_end.html

8. Observar a expressão facial do vizinho.



HAHAHAHA Muito bom.


"Desculpe

Estou um pouco atrasado

Mas espero que ainda dê tempo

De dizer que andei

Errado e eu entendo

As suas queixas tão justificáveis

E a falta que eu fiz nessa semana

Coisas que pareceriam óbvias

Até pra uma criança

Por onde andei?

Enquanto você me procurava

E o que eu te dei?

Foi muito pouco ou quase nada

E o que eu deixei?

Algumas roupas penduradas

Será que eu sei?

Que você é mesmo

Tudo aquilo que me faltava...

Amor eu sinto a sua falta

E a falta

É a morte da esperança

Como um dia

Que roubaram o seu carro

Deixou uma lembrança

Que a vida é mesmo

Coisa muito frágil

Uma bobagem

Uma irrelevância

Diante da eternidade

Do amor de quem se ama "

Por onde andei - Nando Reis


"Pode ficar em silêncio se você tiver vontade. Mas estou aqui, continuo aqui não sei até quando, e quando se você quiser, precisar dê um toque.Te quero imensamente bem,fico pensando se dizendo assim, quem sabe, de repente, você acredita. Acredite."

Adaptado - Caio

quinta-feira, 29 de julho de 2010


"Minha dor, guardo comigo. Aprendi a ser assim desde muito nova ainda. Você pode me olhar e não fazer a mínima idéia do que se passa aqui dentro. Você pode achar que estou feliz ou que acabei de ganhar na mega-sena quando na verdade acabei de perder uma pessoa que amava. Choro quando escrevo e escrevo quando quero chorar. Minha história ninguém conhece. Minhas agonias, meus amores perdidos, meus desencontros com o meu próprio mundo. Guardo comigo.

Não sei se isso é bom ou ruim. Tem gente que diz que falar ajuda a “colocar pra fora o que te faz mal”. Como vomitar em alguém. Despejar um balde de lixo na cabeça de alguém que não tem nada com isso. Não gosto dessa idéia. Sou meio homem nessas horas. Prefiro entrar na minha caverna, ficar muda sem falar com ninguém e resolver o assunto na minha cabeça. Coisas que aprendi numa cidade pequena onde as pessoas precisam viver de aparência. Estar, a todo momento, mostrando que está tudo bem, que a vida é boa, que o amor é lindo, que ninguém tem problemas em casa. Aprendi muito cedo a disfarçar minha dor.

(...)

Não me diga onde errei. Eu sei. Conheço meus acertos mais louváveis e meus erros mais repulsivos."

Brena Braz

“Smile though your heart is aching.”

Charlie Chaplin

"Minhas verdades mudam com o tempo, meus valores não. O que alguém acha de mim não vai determinar quem eu sou. Mesmo assim, não vou discordar quando alguém achar que eu não valho a pena. Eu valho. Eu valho a pena se tentarem me amar ao invés de se apaixonarem por mim."

Brena Braz
"Só para ele eu me desmontei inteira porque confiei que ele me amaria mesmo eu sendo desfigurada, intensa e verdadeira, como um quadro do Picasso."

Tati bernardi


¬¬'

quarta-feira, 28 de julho de 2010


"I can't believe what you said to me
Last night when we were alone
(...)
I'll never talk again
Oh, boy, you've left me speechless
You've left me speechless, so speechless
I'll never love again
Oh, boy, you've left me speechless
You've left me speechless, so speechless."

Lady Gaga - Speechless
"Sonhos, planos, tudo aquilo que vivemos se perdeu.
Choro, choro, vou ficar com as lembranças que a gente viveu."

Labirinto - César Menotti e Fabiano

Pourtant quelqu'un m'a dit
Que tu m'aimais encore,
C'est quelqu'un qui m'a dit que tu m'aimais encore.
Serais ce possible alors ?

Carla Bruni

terça-feira, 27 de julho de 2010


“O que eu não aceito é ter nascido num mundo tão grande e conhecer só uma pequena parte. Vou voar. Quem conseguir compreender, que me acompanhe.”

Verônica H.

“Na verdade eu não me impressiono com mais nada. E quer saber duma coisa? Se acabou mesmo dou a maior força. Acho maravilhoso ter acabado. Do jeito que estava só podia mesmo era acabar.”

Caio Fernando Abreu

"Dei um abraço forte no nosso urso cinza e chorei que nem uma criancinha de cinco anos que sofre porque está com rinite alérgica e tem que tirar os brinquedos de pelúcia do quarto. A realidade acabando com a brincadeira mais uma vez."

Tati Bernardi

"Não importa qual seja a verdade, as pessoas veem o que querem ver."
"Quem tem que ficar, fica."

Tati Bernardi

segunda-feira, 26 de julho de 2010


"Eu não sei o que essa merda desse orgulho idiota faz na vida da gente que não deixa a gente ser a gente e simplesmente viver. Que não deixa a gente se entender. Que não deixa a gente se querer mesmo sem entender. Eu não sei e se soubesse também não saberia explicar. O que eu sei é que tá foda te ver e não poder te querer. Ainda ter seu telefone e não poder te ligar. O que eu sei é que por meia dúzia de atitudes idiotas, a gente nunca mais se falou. Meia dúzia e duas pessoas idiotas.

Isso não combina comigo. Fingir que nada aconteceu, fingir que não te conheço, fingir que não te vejo e fingir que não te quero. Pro inferno com esse negócio. Já devo ter te contado que sou péssima atriz. Finjo pra mim mesma e nem eu acredito. E não acredito que você não me quer mais. Não acredito que você me viu ontem e não sentiu um friozinho na barriga. Não acredito que você só me quis por causa da minha barriga.


(...)

Eu, agora, nada sei, só sinto. E o que eu sinto é que eu engasgo com a respiração quando você passa do meu lado. Sinto que o homem forte que você é fica sem saber o que fazer quando me vê. Sinto muito, mas a gente ainda sente. E acho que se não sentisse, a gente deixaria a porra do orgulho de lado. Sinceramente, você nunca foi meu homem-objeto como você pensava. E, no fundo, eu sei que não fui só um corpo que te fez companhia nas festas onde você nunca precisou de mais nada além da sua vodca com energético. Você sempre foi uma boa companhia e um papo inteligente. Eu sempre fui uma piada nos momentos trágicos e um carinho no seu cabelo. E, por mais que eu nunca tivesse acreditado num final feliz pra gente, eu nunca imaginei que o desfecho fosse esse. Nunca imaginei que nosso orgulho fosse separar a gente."

- Brena Braz


Meu orgulho, na verdade né.

Pensei que ia ser mais fácil...Mas, poorra! As tentativas de tentar me divertir esse final de semana foram em vão.

A exposição foi uma merda sem ele. =P

domingo, 25 de julho de 2010

"Não queria fazer mal a você. Não queria que você chorasse. Não queria cobrar absolutamente nada. Por que o Zen de repente escapa e se transforma em Sem? Sem que se consiga controlar."

Caio Fernando Abreu

sábado, 24 de julho de 2010

“Esperar dói. Esquecer dói. Mas não saber se deve esperar ou esquecer é a pior das dores.”


Caio Fernando Abreu.

“Uma caixa inteira de bis pra não ligar pra ele.

Saudade não mata, mas engorda.”


Tati Bernardi


“Dormindo ou acordado, eu recebia sua partida como

um súbito soco no peito.”


Caio Fernando Abreu.

quinta-feira, 22 de julho de 2010


"Para me dar força, escrevi no espelho do meu quarto: ‘tá certo que o sonho acabou, mas também não precisa virar pesadelo, não é?’ É o que estou tentando vivenciar. Certo, muitas ilusões dançaram - mas eu me recuso a descrer absolutamente de tudo, eu faço força para manter algumas esperanças acesas, como velas. Também não quero dramatizar e fazer dos problemas reais monstros insolúveis, becos-sem-saída. Nada é muito terrível. Só viver, não é? A barra mesmo é ter que estar vivo e ter que desdobrar, batalhar um jeito qualquer de ficar numa boa."

Caio Fernando Abreu

terça-feira, 20 de julho de 2010

"Um abraço sempre conforta quando temos a certeza de que há sempre
um pouco de nós em quem abraçamos."

"Sou eu, eu sou um pouco estranha.
Mas obrigada por me amar.
Você está fazendo isso perfeitamente."

Adam Lambert

"But, my God, it's so beautiful when the boy smiles."



Breathe (2 AM) - Anna Nalick

segunda-feira, 19 de julho de 2010


"Você pode ter meu silêncio, se compreender o que dizem meus olhos."

Verônica H.

"É com você que eu vou!"

'O que sinto não é traduzível. Eu me expresso melhor pelo silêncio.'

Clarice Lispector

domingo, 18 de julho de 2010


Li e reli o pequeno texto e não consegui controlar as lágrimas que escorriam dos meus olhos sem parar. Quero que o passado vire presente, quero poder contar como está minha vida desde quando esse o nosso elo foi quebrado. Quero te abraçar forte ( de novo, só que sóbria) . Quero sentir que você ainda me ama. Quero sentir que você não se esqueceu de mim e de tudo que vivemos juntas. Quero sim que você delete algumas páginas do passado. E sabe do que mais? To morrendo de medo que você vá embora em Agosto e se esqueça completamente de mim, pois podem se passar dias, meses, anos...O que eu sinto por você nunca vai mudar. Continua aqui...Intacto.

Patricia Mululo